O primeiro de 2013 foi uma boa forma de começar o ano com algum otimismo. O livro conta a história de David Gilmour e seu filho que na adolescência estava afundando na escola sem demonstrar aptidão para mais nada. 


A proposta de David para seu filho é a de largar a escola, mas com a condição de que ele veja pelo menos 3 filmes por semana, com e pela escolha do pai. 

É tocante a forma como a relação dos dois vai se formando entre os filmes. Acredito que poucos pais participaram de forma tão intensa da adolescência de seus filhos. Vale ler pela história, vale ver pelas conversas sobre os filmes que eles viram.